active-steparrow_backarrow_forwardarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upbag-iconcalendarclockclosecogcompleted-stepcoupondate-icon3FA37AC4-B042-4E97-8D38-B423484C5304mail-envelope-closedexternal-linkeye0FD0FF81-23FC-4DD4-8EB0-440DB49230D7facebookfeedback-likefeedback-simpleC8A9AC3D-2D6E-4A69-AC16-9B135FCBBA1BC8A9AC3D-2D6E-4A69-AC16-9B135FCBBA1Bgoogle_plusgreen-checkheart-iconE154FAFA-5BAB-47C9-B495-5E26A0684D4Eic-access-time-black-24-pxic-arrow-backic-arrow-nextic-instagram-black-24-pxic-map-black-24-pxic-phone-black-24-pxic-searchinstagramlistlocationmapmenu9F521724-7403-43D6-BAC1-5F75BCB2B889notification-activenotificationpending-steppinterestpowered_by_zomatosearchslider-arrowsmsstarstory-arrowsynctagtrash-removetwitteruser-iconuser-profilewishlistyoutubezoom-inzoom-out
Esperamos por si! Consulte a afluência média e planeie a sua visita. Saiba mais - AQUI.-
Voltar

“Le Lac”, “Montreal”, “Dresden”

....... Memória Descritiva ....... CLIQUE AQUI

"Le Lac", "Montreal", "Dresden"





As pinturas e os jogos de formas são mais intricados. O aumento de número das formas geométricas acompanham a redução da área dessas mesmas formas. As cidades compostas por arquiteturas de linhas e formas que, no conjunto, se modelam em volumes num equilíbrio estável. Os fundos brancos imperam, as linhas que compõem os edifícios são uma simbiose de forma e cor. Para Nadir aquilo que de universal e eterno observamos na obra de arte, não são “traços psicológicos”, mas traços de composição geométrica e, só mediante estes, a arte pode revestir o seu verdadeiro sentido.



Anterior
Próximo