arrow_backarrow_forwardarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upbag-iconcalendarclockclosecogcoupon3FA37AC4-B042-4E97-8D38-B423484C5304mail-envelope-closedexternal-linkeye0FD0FF81-23FC-4DD4-8EB0-440DB49230D7facebookfeedback-likefeedback-simpleC8A9AC3D-2D6E-4A69-AC16-9B135FCBBA1BC8A9AC3D-2D6E-4A69-AC16-9B135FCBBA1Bgoogle_plusheart-iconE154FAFA-5BAB-47C9-B495-5E26A0684D4Eic-access-time-black-24-pxic-arrow-backic-arrow-nextic-instagram-black-24-pxic-map-black-24-pxic-phone-black-24-pxic-searchinstagramlistlocationmapmenu9F521724-7403-43D6-BAC1-5F75BCB2B889notification-activenotificationpinterestpowered_by_zomatosearchslider-arrowsmsstarstory-arrowsynctagtrash-removetwitteruser-iconuser-profilewishlistyoutubezoom-inzoom-out
Voltar
Técnica: Óleo sobre tela

Adriana Proganó

Dimensões: 165x205 cm

....... Memória Descritiva ....... CLIQUE AQUI

 

 

O desenho para esta pintura/desenho, foi desenvolvida durante a quarentena do covid-19, em Abril.
Fiz muitos desenhos nesses dois meses, já que não podia mover me até ao atelier. Ao princípio pensei em desenhar me em cima de um cavalo a dar um salto porque, apetecia me isso, correr e saltar, mas depois fiquei enjoada com a ideia de estar em cima de um animal, e sempre me fez confusão que só se pintem pessoas em cima de cavalos, então pensei que seria melhor um cavalo em cima de uma pessoa. Acho que este desenho representa uma fragilidade desse ”não me poder mexer” por estar fechada e ao mesmo tempo a força e o desejo de correr . Quando a quarentena terminou, levei o desenho, e pintei-o. É um desenho representado por uma figura humana em uma posição tensa e trancada e um animal em cima que corre, são as duas figuras o mesmo animal, em uma situação estranha.

Anterior
Próximo