Fruta e desporto, que regras?

Todos nós sabemos que a fruta tem um papel bastante importante na nossa alimentação, mas certamente, nem que seja por instinto, todos nós já devemos ter pensado que o desporto e o hábito comer de fruta andam de mão dada, e obviamente que estaremos a pensar algo correto, no entanto nem toda a fruta a toda a hora nos pode ajudar no desporto, visto que todas as frutas são diferentes enquanto alimento, tem diferenças entre si.

O que tem a fruta afinal?

Ora bem, se procuram proteínas e gorduras, bem que podem esquecer, pois nisso a fruta é bastante pobre, mas acompanhada de uma quantidade considerável de Hidratos de Carbono, no entanto, a fruta providência em quantidade bastante agradável vitaminas, minerais e fibras alimentares tornando-a num alimento indispensável à nossa alimentação.

E devo andar sempre a comer todo o tipo de fruta a toda a hora?

Nem por isso. Como referi acima, a fruta, como qualquer outro alimento, tem diferentes características entre si, fazendo com que cada tipo de fruta ajude de diferente forma ao longo do dia.

É recomendável o consumo de 3 a 5 peças de fruta por dia, no entanto devemos ter atenção. Por exemplo, é bastante comum o consumo de sumo de laranja de manhã e por vezes durante o dia, no entanto o consumo de sumo de laranja em excesso poderá ser prejudicial para o nosso organismo. “E porquê?” perguntam vocês. Porque a nossa amada laranjinha é rica num tipo de açúcar conhecido como “frutose” e esse açúcar como qualquer açúcar consumido em grandes quantidade provoca hiperglicemias no organismo dando um trabalho extra ao nosso pâncreas para conseguir estabilizar os níveis através da criação de insulina. Isto porque a fibra da laranja perde-se quando a laranja é espremida, e isso faz com que o nosso organismo absorva de forma bastante rápida o sumo.

Ou seja, se querem beber um suminho de laranja, fazem bem, mas tenham atenção para não haver exageros.

E se for treinar, que frutas devo consumir?

Depende se for antes do treino oudepois do treino. Se for antes, o que devemos procurar consumir são frutas com menos açúcar. As maçãs, as peras, as uvas, morangos, etc.. Se for depois do treino já podem ser frutas com maior quantidade de frutose (sem exagero relembro) neste caso temos a banana, ananás, melão, melancia e outras como tal. Estas últimas são importantes para repor os índices glicémicos, pois durante o deporto perdemos sempre açucares.

Convém ainda referir que a maçã é aquele tipo de fruta ideal para quem pratica desporto, pois hidrata, fornece hidratos e fibras e também possui potássio que ajuda a evitar as dolorosas cãibras.

E depois da refeição, que tantos de nós gostam de terminar com uma peça de fruta, o que devemos consumir?

Optem por algo que ajude na digestão e que acelere o metabolismo, ora sendo caso disso por exemplo, o limão, sim o limão é um fruto, no entanto duvido bastante que alguém queira terminar uma deliciosa refeição com um limão, pois até hoje nunca ninguém fez cara bonita ao morder um, por isso passemos ao seguinte. Sendo a prima do limão a laranja, cá volta ela a ter um papel importante, mas neste caso refiro-me a comer a laranja, pois como fonte rica em vitaminas e fibras, esta ajuda na regularização do intestino. Temos ainda a Papaia que é um forte antioxidante, a manga, o abacaxi, a maçã (está em todas) e não só mas também, a melancia que é rica em fibras e água.

Existem inúmeras frutas, cada uma melhor para cada caso, uma coisa que a fruta sempre ajuda é a que o intestino funcione como um relógio, além disso, nas alturas de muito calor, ajuda ainda a nos manter hidratados e saciados, visto que comer fruta é e será sempre saudável.

Categorias
Vida Saudável
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço