Há mais arte no Colombo

A partir de hoje o Centro Português de Serigrafia apresenta uma exposição com obras de artistas como Júlio Pomar, José de Guimarães, Cruzeiro Seixas e Eduardo Souto de Moura.

A arte faz cada vez mais parte da vida do Colombo e, a partir de 12 de abril, marca presença sob a forma de uma exposição e também de uma pop up store, ambas organizadas pelo Centro Português de Serigrafia (CPS).

Uma iniciativa que tem como objetivo ir ao encontro de novos públicos e dar a conhecer o trabalho desenvolvido por este centro artístico. Além de obras dos já referidos Júlio Pomar, José de Guimarães, Cruzeiro Seixas e Eduardo Souto de Moura, esta exposição conta ainda com peças de Alexandra Mesquita, Cristina Ataíde, Fabesko, Gracinda Candeias, Ivan Messac, Jorge Martins, Manuel D’Olivares, Marçal, Silva Palmeira e Sofia Areal.

Há já 32 anos que o CPS lança edições de serigrafia, gravura, litografia, fotografia e arte digital, tendo no seu portefólio tanto obras dos grandes mestres portugueses do século XX como também de jovens artistas do século XXI.

Movimentos como o surrealismo, a pop art ou a bio arte (arte inspirada na biologia) estão em destaque numa colecção que reúne mais de 2.600 obras, de cerca de 500 artistas portugueses e estrangeiros.

Em paralelo a esta exposição, que celebra a arte e o trabalho do CPS, o Colombo recebe um espaço pop up, onde além de poder comprar algumas peças, terá ainda a oportunidade de se tornar sócio do CPS e assim aceder a duas obras de arte de oferta. Para além de outras vantagens, os sócios conseguem preços mais competitivos, descontos numa rede alargada de parceiros e acesso a peças exclusivas.

Visite a exposição no piso 0, em frente à loja Casa, e a loja pop up no mesmo piso, em frente à Farmácia Colombo. O Colombo vai ter mais arte para si!

Publicação
12 Abril 2017
Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço